Venda de novos veículos volta a crescer, após 5 meses de quedas

    [Fonte: Motor Show]

    No acumulado dos 11 meses do ano, o setor teve crescimento de 12,86%

    Após cinco meses de queda, o mês de novembro registrou uma alta de 7,31% sobre outubro de 2021 em emplacamentos. Foram 296.203 unidades contra 276.014 do mês anterior, segundo divulgado pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). Os dados somam os seguintes segmentos: automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários, e tratores e máquinas agrícolas.

    No entanto, houve queda de 11,40% sobre novembro de 2020. No acumulado dos 11 meses do ano, o setor teve crescimento de 12,86%, sobre o mesmo período do ano passado.

    Apenas caminhões, segmento que teve elevação de mais de 45% no acumulado do ano, registrou baixa (- 4,75%) em relação ao mês anterior.

    Automóveis

    A comercialização de automóveis cresceu 5,59% no mês. Foram emplacados 125.974 unidades em novembro ante 119.307 em outubro. Em relação ao mesmo mês do ano passado a queda chega a 29,05%, quando foram emplacados 177.550 unidades.

    “O setor reagiu em novembro, e acredito que podemos fechar o ano dentro das nossas projeções de crescimento (11,1% para o ano de 2021). Dados os desafios enfrentados nos últimos meses, como a crise de abastecimento global e alta de juros no País, penso que é um ótimo desempenho, ainda que sobre uma base comparativa mais baixa, de 2020. Valem ser destacados os bons resultados de Ônibus, Motocicletas e Comerciais Leves no mês. Todos cresceram, de forma consistente, em novembro”, afirmou Alarico Assumpção Júnior, presidente da Fenabrave, em nota divulgada.