Novo ar-condicionado para carros elétricos pode aumentar autonomia

    [Fonte: Olhar Digital]

    É senso comum que o uso do ar-condicionado aumenta o consumo dos veículos e isso acontece também em carros elétricos. Para evitar esse gasto a mais, a Daikin Industries desenvolveu um ar-condicionado (e aquecedor) capaz de aumentar o alcance dos veículos zero emissão em até 50%.

    O produto desenvolvido pela fabricante japonesa promete fazer com que um carro elétrico com autonomia de 200 quilômetros consiga andar por mais 100 quilômetros em área urbana, pois melhora a eficiência dos sistemas de aquecimento e resfriamento dos veículos.

    O ar-condicionado da Daikin está programado para ser vendido a partir de 2025. O sistema tem, de acordo com relatório da Nikkei Asia, um ponto de ebulição de cerca de -40ºC. O valor é entre 10ºC e 15ºC menor do que os produtos atualmente no mercado e usados por fabricantes de carros elétricos pelo mundo.

    Normalmente, os condicionadores de ar usam o calor gerado pela compressão do líquido refrigerante para aquecer ou resfriar o carro. O novo sistema da companhia japonesa reduz a potência necessária para essa compressão. Assim, mais eletricidade é liberada para o veículo cobrir uma distância maior.

    ar condicionado
    O uso do ar-condicionado aumenta o consumo dos veículos. Imagem: Kaboompics/Pexels

    Por enquanto, a Daikin Industries ainda não tem um preço definido para o novo ar-condicionado. A empresa diz que vai considerar o valor enquanto observar os preços presentes no mercado. De acordo com o site Inside EVs, o ar-condicionado mais comum em carros elétricos é feito em conjunto pelas companhias Honeywell e Chemours, por US$ 270, cerca de R$ 1,4 mil.

    Mesmo sendo a maior fabricante de condicionadores de ar no mundo, a Daikin Industries não está envolvida com o mercado automotivo, atualmente. A entrada no setor se dará daqui a quatro anos, com o novo produto voltado para os carros elétricos.