Motoristas excluídos da Uber chegam a 1,6 mil; Entenda o caso

    [Fonte: Motor Show]

    A Uber baniu 1.600 motoristas a nível nacional nos últimos dias, segundo divulgado pela Associação de Motoristas de Aplicativos de São Paulo (Amasp). Atualmente, a base de motoristas da Uber é de 1,5 milhão.

    O corte está ligado aos motoristas que realizam cancelamentos de viagens que não “compensam”, devido à alta do preço dos combustíveis, principalmente.

    “Tivemos nove aumentos, só dentro desse ano. Totalizando 51%. Nos próximos dias vai ter mais 1% de aumento. Com isso, os motoristas começaram a selecionar as corridas”, afirma Eduardo Lima de Souza, presidente da Amasp.

    E completa: “O trajeto do motorista até o passageiro quem paga é o motorista. Não é incluído na corrida. Com a gasolina a quase R$ 6, muitas vezes o motorista acaba tirando dinheiro do bolso para concluir a sua corrida”.

    De acordo com o presidente da associação, como forma de pressão para que os motoristas não cancelem as corridas, a Uber realizou esses cortes.

    Motoristas vão à Justiça

    A Amasp está entrando com ações individuais na justiça junto aos motoristas para que retornem à plataforma. “Montamos uma defesa e solicitamos para que os mesmos entrassem no JEC, Juizado Especial Civil”, explica Eduardo.

    Uber

    Procurada, a Uber ainda não concedeu uma resposta ou atualização sobre o assunto.