Indústria automotiva vai voltar a produzir na Argentina

    [Fonte: O Estado de São Paulo]

    Presidente da Argentina autorizou volta de diversas atividades; produção deve ser apenas para exportação e precisa de permissão

    O presidente da Argentina, Alberto Fernández, autorizou a volta da indústria, incluindo a automotiva, em meio à pandemia do novo coronavírus (covid-19). Entretanto, a volta está condicionada. Para funcionar, as fábricas devem produzir apenas para exportação e com permissão emitida pelo Ministério da Produção.

    Por meio de um Boletim Oficial, o presidente argentino listou diversas atividades que poderão voltar, apesar da quarentena. A Associação de Encarregados por Registros da Propriedade Automotiva também esperava uma confirmação da Direção Nacional do Registro da Propriedade Automotiva (DNRPA). Desta forma, será possível patentear carros zero-km novamente, algo proibido desde 20 de março.

    Na volta automotiva, fábricas devem seguir medidas sanitárias

    A Toyota e a Mercedes-Benz analisavam se tirariam proveito ou não da permissão concedida pelo governo. As montadoras têm um importante foco na área das exportações e podem voltar a lucrar novamente. Ou melhor, reverter perdas.

    O Boletim ainda estabelece que as atividades que voltarem a funcionar devem seguir determinadas medidas sanitárias. Desta forma, estas atividades e serviços estão “sujeitos a implementação e cumprimento dos protocolos sanitários que cada jurisdição estabelecer”. Além disso, deve-se garantir “os modos de trabalho e de transporte que garantam as medidas de distanciamento e higiene necessárias”.