Financiamento de veículos cai 15% em novembro

    [Fonte: Automotive Business]

    No acumulado do ano, o desempenho ainda é positivo, puxado pelos usados e pelo segmento de motos

    O mercado de financiamento de veículos financiados no Brasil sofreu uma queda em novembro tanto na comparação com o mês anterior quanto há um ano. Com 469 mil vendas financiadas, houve uma redução de 2,4% em relação ao mês anterior e de 15% frente a novembro de 2020. Os números são da B3, a bolsa de valores brasileira, que opera o Sistema Nacional de Gravames (SNG), base que reúne o cadastro das restrições financeiras de veículos.

    Mesmo com as quedas no volume de financiamentos registradas nos últimos meses, o desempenho no acumulado deste ano é positivo devido principalmente aos veículos usados. Nos primeiros 11 meses de 2021, foram 5,4 milhões de veículos financiados, o que representa um crescimento de 9,7% sobre o mesmo período do ano passado.

    Ao desdobrar o desempenho do setor de vendas a crédito por tipo de veículos, percebe-se que os números estão alinhados com a venda de veículos em geral. Entre automóveis e comerciais leves, houve um declínio de 21,7%, que foi puxado especialmente pelo financiamento de modelos novos, que caiu 42% em relação ao mesmo mês do ano passado.

    Já o segmento de veículos pesados apresentou estabilidade, com 1% de aumento nas vendas a crédito. Entre as motos, houve um crescimento de 17,7% frente a novembro de 2020, sendo que os modelos usados foram responsáveis por aumento de 26,9%.

    “A quantidade de financiamentos está seguindo o cenário de vendas, com destaque para a redução nas vendas financiadas de autos leves novos, que continuam afetadas pela escassez global de chips, comprometendo a oferta da categoria. O mercado de usados também apresentou desaceleração, já que no primeiro semestre de 2021 houve um forte aquecimento puxado pelo cenário macroeconômico”, analisa Tatiana Masumoto Costa, superintendente de planejamento da B3.