Fiat: Dois SUVs com motor turbo e câmbio CVT chegam até 2021

    [Fonte: Notícias Automotivas]

    O presidente da Fiat Chrysler Antônio Filosa, confirmou dois lançamentos de SUVs da marca Fiat para o Brasil até 2021, conforme entrevista dada ao jornal Hoje em Dia e TV Promove, em Minas Gerais.

    Filosa confirmou que os dois modelos usarão propulsores da família Firefly e que tanto o 1.0 Turbo quanto o 1.3 Turbo, utilizarão transmissão do tipo CVT, uma raridade em carros da Fiat.

    A única vez que um modelo da marca usou uma caixa continuamente variável foi no Uno Selecta italiano dos anos 90. O recurso, embora não revelado por Filosa, visa essencialmente melhorar consumo e emissão em vez de proporcionar melhor desempenho.

    Fiat: Dois SUVs com motor turbo e câmbio CVT chegam até 2021

    A produção dos motores Firefly Turbo Flex começa no último trimestre de 2020 e estreiam nos dois utilitários esportivos a partir de 2021, devendo ser utilizados também em modelos da Jeep, no caso Renegade e Compass.

    Já visto em forma de conceito, o Fastback é a orientação estilística que a Fiat seguirá para fazer um dos dois SUVs, conforme Filosa indicou. Não será exatamente igual ao veículo já exibido publicamente, mas o estilo sim. Ou seja, será um crossover com formato cupê.

    A proposta de um SUV com estas formas dentro do portfólio da Fiat reforçam a posição da marca italiana em ter um produto acima dos segmentos A e B, onde hoje essencialmente ela está presa, depois do fim de modelos como Freemont e Bravo. Por suas formas e proposta, não será um rival do Compass, mas um complemento importante para a FCA.

    Fiat: Dois SUVs com motor turbo e câmbio CVT chegam até 2021

    No outro caso, Filosa não dá detalhes além do conjunto motriz, mas pelo que foi visto no Centro de Design da FCA em Betim, será um SUV compacto para brigar no segmento que mais cresce no mercado. Com o Renegade partindo hoje de R$ 89.990, fica mais fácil para a Fiat colocar o novo carro a partir de R$ 69.990 e ainda captar clientes PCD de isenção plena.

    Este SUV compacto usará a plataforma dos Argo/Cronos e provavelmente com o mesmo entre eixos, uma vez que isso resulta em redução de custos, algo que a Fiat usou bem na base que a originou: os 2,51 m de vários carros, como Punto, Idea, Grand Siena, etc. A atual tem 2,52 m e pode servir a esse propósito num SUV com algo entre 4,00 m e 4,20 m.

    Familiar, porém, expressivo, o novo SUV compacto da Fiat levantará rapidamente as vendas da marca, que tendo ainda o Fastback, poderá novamente pensar na liderança de mercado.