Entre abril e maio de 2021 a procura por aluguel de carros aumentou 56,6%

    [Fonte: Estado de Minas]

    Foram registradas cerca de 12 milhões de pesquisas por aluguel de veículo nos 152 sites que oferecem essa alternativa no país até maio deste ano

    Como consequência da paralisação das montadoras de carros e das fábricas que produzem as diferentes peças durante a pandemia do Coronavírus, com o desabastecimento de matéria-prima e de componentes, adquirir um carro zero quilômetro ficou mais demorado e difícil. Isto foi motivo para que muitas pessoas procurassem pelo aluguel de carros.
    Além disso, com a lenta retomada do turismo e a normalização das atividades econômicas, muitas famílias optam por passeios ou viagens curtas, dentro do estado e em outros casos dentro do país, que podem ser realizadas com o carro. No entanto, ao não poder comprar um veículo novo, muitos procuraram entre as diferentes alternativas de aluguel.
    Isto motivou que fossem registradas cerca de 12 milhões de pesquisas por aluguel de veículo nos 152 sites que oferecem essa alternativa no país até maio deste ano.
    Em maio do ano passado, somente haviam sido registradas 7,7 milhões, isto representa o aumento de 56,6% na procura por aluguel de carros. Na pesquisa, feita pela Similarweb, plataforma de inteligência de mercado, foram consideradas tanto as buscas realizadas pelo computador, como também as buscas desde o celular.
    De acordo com a plataforma, outro ponto que favoreceu o aumento da busca do aluguel de carros foi a procura por carros novos para trabalho ou para ser usado como transporte de pessoas, por exemplo para motoristas de aplicativo, clientes que precisam de veículos em boas condições para oferecer um ótimo serviço.

    O que o brasileiro está procurando na Internet?

    De acordo com esta pesquisa, nos primeiros 5 meses deste ano a principal procura foi pelos carros por assinatura, o que pode refletir uma futura mudança de comportamento na aquisição de veículos. Ter um “carro por assinatura” é a modalidade pela qual qualquer pessoa pode alugar um veículo 0Km, com planos mensais ou anuais.
    A vantagem desta modalidade é que na prestação do aluguel estão inclusos todos os gastos do carro: impostos, IPVA, revisões e seguro. O cliente não precisa se preocupar com as parcelas do financiamento, as datas de vencimento dos serviços, com a manutenção, nem cotar ou pesquisar um ranking de seguros de carro para escolher o melhor plano. Basta escolher o veículo que quer alugar de acordo com sua capacidade de pagamento, alugar, botar o combustível para rodar pela sua cidade ou sair de passeio e cumprir com as condições do contrato.
    No que se refere ao tempo de aluguel a preferência é pelos contratos anuais. De abril para maio de 2021, o site da pesquisa revela que a procura por aluguéis anuais de veículos aumentou 135%. Por outro lado, a busca por aluguel mensal caiu 9,6% de um mês para o outro.
    Devido à alta procura pelo aluguel de carros, hoje não só as locadoras estão oferecendo este serviço, as grandes montadoras e também as grandes seguradoras estão procurando seu espaço neste novo mercado, e muitas já oferecem carros por assinatura para seus clientes.

    Outras vantagens do carro por assinatura

    Não é só pagar a mensalidade do aluguel do carro novo, o que faz com que contratar este tipo de serviço, também chamado carsharing, seja vantajoso para uma pessoa. Também está a possibilidade de “trocar” o carro a cada ano, sempre, por um carro 0 km, porque a maioria das locadoras oferecem veículos novos.
    Mas, dependendo do preço você também pode optar por veículos seminovos em ótimas condições. Outro benefício que o cliente pode ter, dependendo da locadora, é escolher a cor do veículo e alguns acessórios extras.
    No que se refere aos gastos, em comparação com o financiamento de um carro não é preciso dar nenhuma entrada, o cliente, depois de assinar o contrato somente paga as parcelas. Ditas parcelas não têm taxa de juros (justamente por não estar enquadradas como operação financeira). E no caso do seguro, quem contrata e se responsabiliza pelo pagamento é a própria locadora. Mas, o cliente, antes de pegar o veículo tem que conhecer muito bem o alcance do seguro, quais as coberturas disponíveis e em quais casos acionar, para evitar inconvenientes no futuro.
    Em alguns casos, depois do período de locação, que pode ser maior de 12 meses, o cliente pode optar por fazer a compra do veículo ou renovar o aluguel dele.
    Também está a possibilidade de alugar outro automóvel se for o que desejar.
    Se durante o prazo de aluguel o carro precisa de manutenção, quem fica responsável por isso, em geral, é a locadora. Inclusive, algumas oferecem aos seus clientes um carro reserva, caso o veículo tenha que passar mais de um dia em uma oficina.
    No entanto, apesar da menor burocracia ser algo conveniente, quem gosta de customizar o veículo colocando sistemas de som mais potentes, películas ou trocando as rodas, deve optar por ter um carro próprio. Porque, na maioria dos contratos de locação isto não é permitido.
    Hoje em dia, são diferentes as alternativas que uma pessoa tem para não comprar um veículo e mesmo assim não depender do sistema de transporte público da sua cidade. Os contratos de assinatura de carros, por exemplo, podem ser feitos considerando um prazo (meses ou anos) ou também quilômetros percorridos.
    Por isto, antes de escolher entre comprar um carro ou alugá-lo é conveniente analisar diferentes propostas, avaliar os contratos de aluguel, os gastos envolvidos em cada operação e a conveniência do custo-benefício de cada produto, quais responsabilidades e direitos tem o comprador/locador, e demais fatores que envolvem a escolha.