Carros mais vendidos no 1º semestre: Jeep Renegade cresce acima de 50% e sobe sete posições

    [Fonte: Moto1 UOL ]

    O líder Onix segue absoluto, com mais de 27 mil unidades acima do ano passado

    O mercado brasileiro encerrou o 1º semestre em alta. Foram comercializados 1.065.888 automóveis e 183.011 comerciais leves entre janeiro e junho, 10,81% a mais em relação ao mesmo período de 2018. Neste cenário positivo, vários modelos se destacaram – outros, nem tanto.

    Sem sofrer qualquer mínima ameaça, o Chevrolet Onix (116.906) conquistou quase 27,3 mil consumidores a mais do que há um ano, e isto às vésperas do lançamento de uma nova geração. Separados por pouco mais de 2 mil unidades, número similar ao de 2018, Hyundai HB20 (52.995) e Ford Ka (50.647) registraram, somados, quase 13,3 mil unidades a menos do que o líder.

    Nº 1 entre os sedãs, o Chevrolet Prisma (40.846) subiu da sexta para a quarta posição sob forte pressão do Renault Kwid (40.520), em alta de quase 37%. O VW Gol (38.303), quinto no 1º semestre do ano passado, perdeu uma posição e viu a aproximação perigosa do Fiat Argo (36.211).

    Veio da Jeep o destaque do top 10: com incremento superior a 54%, o Renegade (33.0418) subiu da 15ª para a 8ª posição, à frente do VW Polo (32.025), que perdeu fôlego. A Jeep ainda emplacou o Compass (28.033) entre os preferidos. Fora do pelotão de cima, o Toyota Corolla (26.084) foi o único sedã médio do top 25.

    No segmento mais aquecido do mercado, o Nissan Kicks (25.826) ficou à frente do Hyundai Creta (24.247), líder geral no ano passado. Prestes a receber uma reestilização, o Renault Sandero (22.366) foi o modelo que mais perdeu espaço dentro do top 30 (-10,9%), caindo da 11ª para a 17ª colocação. Nada comparável, no entanto, ao Toyota Etios Sedan (6.171), que despencou da 24ª para a 44ª posição.

    O veterano Fiat Uno (9.572), embora numa modesta 33ª posição, mais do que dobrou os números de 2018. Estreantes no top 50 em 2019, os Toyota Yaris Hatch (18.046) e Sedan (14.751), além do VW T-Cross (7.967) e do Citroën C4 Cactus (7.754), fizeram sumir do ranking os compactos Ford Fiesta (já descontinuado), Nissan March e Citroën C3, além de SUVs como Hyundai ix35 e Kia Sportage.

    COMERCIAIS LEVES

    Nas sete primeiras posições, uma única alteração no ranking em relação a 2018: em queda de quase 14,5%, a VW Saveiro (18.989) foi superada pela Toyota Hilux (19.810). A dupla da Fiat, Strada (36.310) e Toro (28.599), não teve concorrência. Confortável na quinta posição apesar de perder espaço, a Chevrolet S10 foi a preferida por 14.114 consumidores.

    A briga pelo sexto lugar foi extremamente acirrada, com a Ford Ranger à frente da VW Amarok por cerca de 300 unidades (9.740 x 9.433). O destaque deste 1º semestre no pelotão de cima coube à Fiat Fiorino (7.554), em alta de quase 35%. Pelo lado negativo, a Renault Duster Oroch (6.034) perdeu duas posições.