Carros elétricos podem chegar a 33% do mercado global em 2028

    |Fonte: Insideev’s|

    Em crescimento acelerado, as vendas de carros elétricos podem chegar a 33% de participação no mercado global até 2028 e 54% até 2035, de acordo com o estudo realizado pela consultoria AlixPartners divulgado nesta quarta-feira.

    Caso se concretize, esse crescimento representará um salto na participação de mercado pelos veículos elétricos, que ano passado foi de 8% das vendas totais, chegando a 10% no primeiro trimestre de 2022.

    De acordo com o estudo Global Automotive Outlook, para lidar com essa demanda crescente, as montadoras e fornecedores têm planos para investir pelo menos US$ 526 bilhões no desenvolvimento de novos carros elétricos e baterias entre 2022 e 2026 – isso é mais que o dobro do valor investido entre 2020 e 2024.

    Segundo Mark Wakefield, corresponsável pela área de práticas automotivas da empresa, esses altos investimentos:

    “tornarão o crescimento do veículo elétrico inevitável”

    Em sua análise, o executivo acrescentou que a indústria automotiva enfrenta desafios econômicos e da cadeia de suprimentos nesta fase de transição dos carros com motores a combustão para os veículos elétricos. Disse que essa transição exigirá “mudanças drásticas nos modelos operacionais – não apenas plantas e pessoas, mas toda a maneira de trabalhar” e completou que algumas poderão se beneficiar da divisão de suas atividades em negócios de carros a combustão e elétricos.

    Outro destaque é que as matérias-primas para veículos elétricos custam mais que o dobro do valor para carros convencionais: US$ 8.255 por veículo contra US$ 3.662 por veículo, a partir de maio de 2022.

    O estudo conclui também que a transição térmicos-elétricos custará US$ 70 bilhões às montadoras e fornecedores até 2030, um valor que inclui a reestruturação das empresas e falências.

    Sobre as restrições na cadeia de fornecimento, a AlixPartners ainda enxerga que as montadoras passarão por dificuldades até 2024, prevendo uma queda nas vendas globais de automóveis para 79 milhões este ano, retomando o crescimento e chegando a 95 milhões em 2024.

    No Brasil, os carros elétricos também devem continuar com sua trajetória de rápido crescimento. Uma das previsões indica que no segmento premium os elétricos responderão por pelo menos 50% das vendas em 2030.