Brasil, Argentina e Chile garantem sucesso da Stellantis

    [Fonte: Terra]

    De janeiro a maio, Stellantis comercializou 323,5 mil veículos no mercado sul-americano, o equivalente a 23,5% das vendas totais na região

    Brasil, Argentina e Chile – os três maiores mercados da América do Sul – garantem o sucesso da Stellantis na região. Passados cinco meses do ano, a supermontadora, que reúne diversas marcas, já vendeu 323,5 mil veículos na América do Sul, ou seja, 23,5% das vendas totais.

    No Brasil foram 232 mil veículos de janeiro a maio (33,7%), enquanto na Argentina a Stellantis soma 56,6 mil unidades (34,7%) e no Chile os emplacamentos chegaram a 21,3  mil  carros (11,4% de participação). A estratégia da Stellantis é operar com várias marcas de automóveis em todos os mercados possíveis.

    Brasil é a terra da Fiat
    A Fiat liderou o mercado brasileiro pelo 17° mês consecutivo em maio. Três modelos da Fiat  estão entre os top 10 do mercado no acumulado do ano: Fiat Strada em 1º lugar, Fiat Mobi em 4º e Fiat Toro em 10º.

    A Jeep manteve a liderança entre os SUVs em maio, com 12.827 unidades vendidas. Considerando o acumulado de vendas nos cinco primeiros meses do ano, a Jeep já emplacou cerca de 54 mil veículos.  A Peugeot acumula 16,7 mil unidades, a Citroën soma 8,3 mil e a Ram registrou 709 emplacamentos no ano.

    Recorde de produção na Argentina
    A Stellantis registrou em maio produção recorde nas fábricas argentinas de El Palomar (Buenos Aires) e de Ferreyra (Córdoba), alcançando 15.375 carros produzidos em maio. Foram 7.035 veículos em El Palomar, sendo 6 mil unidades do novo Peugeot 208, e 8.340 unidades do Fiat Cronos em Córdoba. O sedã da Fiat lidera o mercado há 20 meses. Do total produzido no mês na Argentina, 10 mil unidades foram exportadas.

    No acumulado do ano, a Stellantis lidera as vendas na Argentina com 56,6 mil unidades, o equivalente a 34,7% das vendas totais. Fiat é a marca mais vendida do grupo, com 27,6 mil vendas e 16,9% de participação . Depois vem a Peugeot com 16,6 mil veículos e 10,2%, Citroën com 6,5 mil unidades e 4%. A Jeep já vendeu 5 mil carros na Argentina e tem 3,1% do mercado. Ram com 538 unidades e DS com 373 também são marcas da Stellantis no país.

    Liderança no Chile
    A Stellantis lidera o mercado chileno de automóveis e comerciais leves, com 21,3 mil unidades vendidas, o equivalente a 11,4%. Peugeot é a marca de maior destaque do grupo, com 8,9 mil unidades (4,8%), seguida por Citroën (3.725 unidades, 2%) e Ram (3.674 emplacamentos, 1,97%). A seguir vêm Jeep (1.920), Opel (1.847), Fiat (893) e DS (259).

    O modelo DS3 Crossback é o carro premium elétrico mais vendido no mercado chileno. A DS foi a marca premium que mais cresceu no Chile em maio.